Mistura para cappuccino caseiro

cappuccino-1-1

Eu adoro cheiro de café! Acho delicioso quando a gente acorda e tem um cheirinho de café invadindo a casa. No meu caso, quando tem cheiro do café dos vizinhos, pois sou a primeira a acordar em casa. Eu até tomo café puro de vez em quando, mas minha preferência é por café com leite. Maravilha foi quando descobri o tal do cappuccino. Entretanto, conheci o cappuccino de potinho, desse que a gente compra em supermercado. Só tinha uma coisa que eu não curtia muito… achava muito doce. No começo até gostava, mas hoje que tomo café sem açúcar, acho aquelas misturas extremamente doces.

Eis que, num belo dia, em uma cafeteria pedi um cappuccino e veio algo bem diferente do que eu conhecia. Um café expresso, com um pouco de leite e uma bela camada de espuma. Nada de chocolate, nada de açúcar e nem de canela. O tradicional cappuccino italiano. Adorei, especialmente por preferir café sem açúcar.

Então, entendi que existe uma diferença. Nada de julgamentos do que seja melhor ou de adequação do termo, só estou dizendo que existe uma diferença. E grande!  Como acho esses preparos prontos muito doces, passei a sempre perguntar nas cafeterias como é preparado o cappuccino, para me certificar de que não seria feito com os mesmos.

Mas e quando estou em casa e quero aquela misturinha de café com leite, mas com o gostinho de chocolate, bem à moda brasileira, mas que não seja muito doce? Simples! Só fazer o meu próprio pozinho para cappuccino. Posso até levar um potinho pro trabalho e só aquecer um pouco de água no microondas. Quando está friozinho então… sempre cai bem!

A receita é muito simples e você pode adequar as proporções de acordo com seu gosto.

Basta misturar no liquidificador os seguintes ingredientes:

1 1/2 xícara de leite em pó instantâneo

7 colheres (chá) de café solúvel

3 colheres (sopa) de chocolate em pó (não é achocolatado!)

4 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1 colher (chá) de canela em pó (opcional)

Diluí 3 colheres de sopa dessa mistura em 250ml de água quente. Se você preferir, pode misturar no leite quente. Vai do seu gosto. :)

cappuccino-4-1

Agora, prepare sua caneca de cappuccino quentinho e volte pra mais um dedo de prosa.

Às vezes fico filosofando a respeito de certas coisas. Sou chata com nomenclaturas e formas tradicionais de fazer determinados pratos, mas acredito que tudo merece certa flexibilidade e equilíbrio. Muitas vezes, um nome de um prato é inspirado em uma técnica utilizada ou em um ingrediente, por exemplo. Aí, se você usa outra técnica ou muda o ingrediente chave, o prato deveria continuar tendo o mesmo nome? Ideia doida, mas eu me pego pensando nessas coisas.

Outro dia, conversando com o Nêgo, ele me disse que tinha medo de se tornar muito chato e criterioso por conta do curso de Gastronomia. E, realmente, conforme vamos nos especializando e estudando certos assuntos, nos tornamos mais criteriosos. Entretanto, acredito que no caso de nomenclaturas e linguagens técnicas temos que saber o contexto em que estamos aplicando, para quem estamos falando e com qual finalidade.

Da mesma forma que um nome técnico facilita a comunicação entre profissionais de determinada área, os nomes, mesmo que usados de forma tecnicamente errada, também servem para facilitar a comunicação entre leigos ou pessoas de uma determinada cultura. Um barista, vendo meu pozinho misturado na água, provavelmente vai dizer que isso não é cappuccino, pois além de não ter os ingredientes certos, existe uma forma específica de se fazer. Entretanto, quando faço meu pozinho e chamo de cappuccino em um blog pessoal, como esse espaço em que escrevo, facilito a linguagem, pois as pessoas que leem já sabem do que estou falando, quais os sabores esperar.

Eu posso saber a diferença entre um cappuccino tradicional e um feito com mistura solúvel em água, mas não preciso ser tão rigorosa a ponto de dizer que vou compartilhar uma receita de mistura solúvel de café, leite e chocolate. Cappuccino resolve tudo. :)

O importante é termos bom senso e acharmos um equilíbrio entre a literalidade dos nomes e o uso dos mesmos em senso comum. Devemos julgar menos e estarmos mais abertos a experimentar o que a vida tem de bom a nos oferecer.

Vocês também ficam remoendo essas caraminholas?

PS: Para quem quiser saber um pouco mais sobre o cappuccino italiano, veja esses links:

http://guiadocafezinho.com.br/cappuccino-tem-chocolate/

http://cozinhatecnica.com/2014/11/cappuccino-qual-e-o-verdadeiro/

{Ana}

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>